Quarta-feira, 5 de Dezembro de 2007

analib

Os renovados órgãos sociais foram eleitos no dia 1, seguindo, no dia seguinte um almoço de confraternização dos amantes das motos, retomando uma tradição antiga. Nas palavras do vice-presidente, o tempo de organizar uma nova direcção prolongou-se “mais que o normal”, facto que explicou ao Jornal de Arganil. “O Góis Moto Clube vai fazer 17 anos em Fevereiro de 2008, e desses 17 anos, 16 foram liderados pelo João Paixão. É o líder histórico e um dos fundadores. Depois de tantos anos na liderança, encontrar um substituto e uma direcção que viesse a prolongar os bons desempenhos do Góis Moto Clube não foi tarefa fácil”. Segundo Jaime Garcia, inicialmente algumas pessoas não queriam assumir, caso de Rui Paulo, mas com o pedido efectuado por todos os associados e colaboradores do Góis Moto Clube, acabou por aceitar. Um legado que deixa responsabilidades, mas que não assusta o dirigente. “Todos nós somos pessoas com experiência e há muito tempo no Góis Moto Clube”, disse, frisando, “com certeza que aquilo que tem sido o desempenho vai-se prolongar no tempo”. Na calha vai continuar a intenção de levar muitas pessoas a Góis e divulgar nome do concelho, na suas diversas actividades. As principais são o motociclismo de competição e a concentração mototurística. Atentando à criação de melhores condições para que outros eventos se possam realizar no futuro, para tal é “fundamental” a construção da uma sede, que irá situar-se na Quinta do Baião. A actual sede é alugada, mas através de um protocolo acordado com a Câmara Municipal de Góis, a autarquia cedeu uma parcela de terreno. “Estão reunidas as condições para projectar a sede”, informou ao nosso jornal.

Continuando o trabalho outrora efectuado, a aposta assenta na qualidade e na realização de actividades permanentes, como a divulgação de Todo-o-Terreno, na vertente turística, promovendo também a paisagem do concelho, à semelhança do que é feito no Moto Rali, com a parceria das Aldeias de Xisto e Praias Fluviais. Para 2009 está assegurado para Góis, a organização de uma edição do Campeonato Europeu de Enduro, depois de em 1999 o Góis Moto Clube ter sido o anfitrião de duas especiais do 6 Days Enduro, uma prova de âmbito mundial. Por agora o Campeonato do Mundo está fora das possibilidades do Moto Clube, por uma questão de exigências do promotor da prova, que determina a existência de grandes áreas asfaltadas para instalação de parque fechado. “Não temos essas condições”, lamentou. Para as restantes provas, viabiliza as condições para ter uma boa prova desportiva, cujos terrenos e serras permitem ter provas de “grande nível”.

O ponto alto do almoço de convívio foi o agradecimento a entidades e pessoas que colaboram habitualmente com o Góis Moto Clube, cujo reconhecimento materializou-se com a oferta de um quadro a cada um dos agraciados.


publicado por ct1awu às 22:10
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. analib

. analib

. analib

. Apresentação

.arquivos

. Dezembro 2007

. Setembro 2006

.favoritos

. Apresentação

SAPO Blogs

.subscrever feeds